sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Curta: História Trágica Com Final Feliz - Regina Pessoa



Seguimos uma menina e descobrimos que ela não é igual às outras pessoas, é "diferente". O traço que a faz diferir não só incomoda a comunidade a que pertence, como se traduz por um profundo sofrimento individual. A comunidade e a menina reagem à diferença, a primeira manifestando a sua intolerância, a segunda isolando-se.

Com o tempo, a comunidade acaba por habituar-se insensivelmente à presença da diferença, distanciando-a, mas ao mesmo tempo integrando-a na voragem do seu quotidiano.

Porém as diferenças existem, persistem e são irredutíveis. Certas vezes possuem razão de ser e correspondem a estados temporários de trânsito para outros estados de existência, certas vezes são fatais... Seja como for, devem ser assumidas por quem as vive para a levarem a um melhor conhecimento de si própria e a uma mais intensa consciência do mundo.

Um dia partirá e deixará a comunidade, que compreenderá, demasiado tarde, que o tal ser estranho que sempre mantivera à distância, tinha acabado por fazer misteriosamente parte da sua vida...


quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Um Natal Especial



Filme produzido no âmbito do curso de Mestrado em Estudos Cinematográficos 1º ano com a colaboração de alunos CVCM. 





sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Paula Rego em Serralves (2005)

O encaixe, 1989 (Joker Art Gallery)



Programa dedicado à pintora Paula Rego, a propósito da exposição mundial itinerante de 150 dos seus trabalhos mais recentes, e que teve o seu início no Museu de Serralves. Depoimentos da artista sobre a sua obra, intercalados com imagens dos seus quadros e da montagem da exposição.

Clicar no link: Paula Rego em Serralves / RTP Arquivo. Ano:2005 | Duração: 26'




sexta-feira, 13 de novembro de 2015

"Só dez por cento é mentira": Documentário sobre Manoel de Barros





Documentário Só dez por cento é mentira sobre a vida e a obra do poeta brasileiro Manoel de Barros, dirigido por Pedro Cezar (2008).

O apanhador de desperdícios

Uso a palavra para compor meus silêncios.
Não gosto das palavras
fatigadas de informar.
Dou mais respeito
às que vivem de barriga no chão
tipo água pedra sapo.
Entendo bem o sotaque das águas
Dou respeito às coisas desimportantes
e aos seres desimportantes.
Prezo insetos mais que aviões.
Prezo a velocidade
das tartarugas mais que a dos mísseis.
Tenho em mim um atraso de nascença.
Eu fui aparelhado
para gostar de passarinhos.
Tenho abundância de ser feliz por isso.
Meu quintal é maior do que o mundo.
Sou um apanhador de desperdícios:
Amo os restos
como as boas moscas.
Queria que a minha voz tivesse um formato
de canto.
Porque eu não sou da informática:
eu sou da invencionática.
Só uso a palavra para compor meus silêncios.

Manoel de Barros




segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A Igreja de São Lourenço, em Almancil (Portugal)




A Igreja de São Lourenço, em Almancil, é uma obra-prima do Barroco europeu. Um objeto que dá corpo literal à expressão "ouro sobre azul". E, contudo, vista de fora, a igreja de São Lourenço é um edifício banal inscrito numa povoação pouco atraente, Almancil, concelho de Loulé, Algarve.

José Meco, o maior especialista em azulejaria barroca portuguesa, é o nosso guia nesta visita à Igreja de São Lourenço, um caso da História da Arte Europeia.



segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Língua Portuguesa -- O legado do idioma - Oncotô




Publicado el 15/12/2012

http://tvbrasil.ebc.com.br/oncoto


O programa desta semana aborda diferentes aspectos do legado da língua portuguesa. Dos autores fundamentais em Portugal à prática poética de artistas brasileiros contemporâneos.

Maria Bethânia encontra Jorge Mautner e lê Xavier Dormindo, do Padre Antônio Vieira. A santidade de Xavier enquanto dorme, narrada pelo Padre Vieira, é o começo da conversa sobre vigília, sono e sonhos. Bethânia descreve seu gosto por Portugal e as variações da língua dentro do território português.

Jorge Caldeira localiza a formação erudita das línguas europeias no final da Idade Média e comenta a produção de dois dos maiores nomes lusófonos: Padre Antônio Vieira e Luís de Camões, hoje ainda tão atuais.

Em Florianópolis, mãe e filha, portuguesas e doceiras, conversam sobre a chegada de portugueses ao sul do Brasil e contam a história da vinda de sua família. As duas mostram, no trabalho e no falar, cuidado e carinho com Portugal. E com suas histórias, ajudam-nos a compreender a íntima relação entre Portugal e Brasil e o que procura o português que imigra para cá.

Arnaldo Antunes explica a excepcionalidade da língua portuguesa no Brasil, muito diversa regionalmente e, ao mesmo tempo, única em um território continental. Arnaldo lê poema de Carlos Drummond de Andrade e mostra como a poesia inverte a relação convencional da linguagem. Seria uma intermediação entre o sujeito e a coisa para torná-la, ela mesmo, a coisa.

Em imagens do filme Ervilha da Fantasia, de Werner Schuman, o poeta paranaense Paulo Leminski enaltece o papel fundamental da poesia, sem a qual a vida social não seria possível. De acordo com Leminski, a poesia é como respiração da sociedade, "inutensílio" que não precisa de justificação, pois é a própria razão de ser da vida.



quarta-feira, 22 de abril de 2015

Sérgio Tréfaut - Outro País



Publicado el 23 feb. 2015

A primeira longa-metragem de Sérgio Tréfaut é um filme composto a partir de imagens de arquivo de fotógrafos e realizadores estrangeiros filmadas em Portugal por altura dos revolucionários anos de 1974-75. Entre outros testemunhos, conta com os de Sebastião Salgado, Robert Kramer, Thomas Harlan.

Sérgio Tréfaut - 2000, 70 min


Sérgio Tréfaut, ou Serge Tréfaut (23 de Fevereiro de 1965), é um cineasta português que se distingue na prática do filme documentário. O seu filme Lisboetas sobre os novos imigrantes na Lisboa de hoje, recebeu o prémio de melhor filme português no IndieLisboa 2004 e foi um sucesso de bilheteira. Em 2011 estreou-se na ficção com Viagem a Portugal.

Nasceu no Brasil em 1965, em São Paulo, filho de pai português alentejano e de mãe francesa. O pai, o jornalista Miguel Urbano Rodrigues, era militante comunista, exilou-se politicamente no Brasil desde 1957, onde foi editorialista do Estado de São Paulo. Quando Sérgio Tréfaut tinha 10 anos o seu irmão mais velho foi torturado e quase assassinado pelos militares brasileiros.  (Wikipédia)


Página de Sérgio Tréfaut 






sexta-feira, 17 de abril de 2015

Cristiane Arenas - A garota e as estrelas




Curta-metragem de Cristiane Arenas, com produção de Jeferson De. Em exibição no 23º Festival Internacional de Curtas-Metragens.

(Publicado em Youtube: 20/08/2012)



Uma garota foge da escola determinada a fazer daquele um dia especial. O curta nacional “A Garota e as estrelas” reflete a juventude e os sonhos, afetos e decepções que fazem parte desta etapa tão gostosa da vida.

Ficha técnica

A Garota e as estrelas. Direção: Cristiane Arenas. Elenco: Maria Eugênia Portalana, Edson Montenegro, Edu Acaiabe, Lucas Barros e Lilmara Volpi. Produção: Cristina Alves, Cristiane Arenas e Jeferson De. Roteiro: Cristiane Arenas. Fotografia: Pedro Eliezer. Design de Produção: Fernando Zuccalotta. Figurino: Alix Cabelo. Som: Gabriela Cunha. Edição: Jeferson De. Edição de som: Julián Olmos e Manuel Valdivia. Duração: 12minutos e 18 segundos. Brasil. Ano: 2012. Buda Filmes.

Blogue Faixa 360






domingo, 1 de março de 2015

João Nicolau - Gambozinos



O filme de João Nicolau, Gambozinos, ganhou o prémio Illy para melhor curta-metragem na Quinzena dos Realizadores, em Cannes.

Excerto (3:09)

Um rapaz de dez anos debate-se com as agruras da vida numa colónia de férias. Não é fácil ser ignorado pela menina dos seus olhos e ver a camarata vandalizada por rufias quase adolescentes. Felizmente, na floresta, os gambozinos teimam em não aparecer.

(25 de maio de 2013)

 (Fonte)