domingo, 23 de março de 2014

António Ferreira - Deus não quis



"Laurindinha" ainda hoje é cantada frequentemente. É uma canção alegre mas que numa análise mais profunda remete para a guerra, chegando até na opinião de alguns a fazer a apologia da mesma.

É esta pelo menos a perspectiva de António Ferreira, que baseando-se nos versos da canção, realizou em 2007 a curta-metragem "Deus Não Quis". Um filme de 15 minutos sobre os que partiram para o ultramar e as consequências que daí advieram quer para quem foi, quer para quem ficou.

"Deus Não Quis" passa-se no inicio da década de 70 e também na actualidade. No presente, Ramiro, a personagem central do filme, transpõe para um blog - http://deusnaoquis.blogspot.com - as memórias que guarda sobre a ida para a guerra e o regresso marcado pelo desencontro com o amor da sua vida - Laurinda.

(RTP)


Laurindinha

Ó Laurindinha
Vem à janela
Ver o teu amor
Ai ai ai, que ele vai p’rá guerra

Se ele vai p’rá guerra
Deixai-o ir
Ele é rapaz novo
Ai ai ai, ele torna a vir

Ele torna a vir
Se Deus quiser
Ainda vem a tempo
Ai ai ai, de arranjar mulher

De arranjar mulher
De casar contigo
Espera por ele
Ai ai ai, ele é teu amigo


(Noutras versões não aparece a última estrofe)